Maringá FM


Notícias

1 de Janeiro de 2017 Imprimir    E-mail

Conta de luz começa 2017 sem cobrança extra da bandeira tarifária

O ano de 2017 começará sem cobrança extra na conta de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta sexta-feira (30), que a bandeira tarifária de janeiro continuará verde.

Segundo a Aneel, “a condição hidrológica está mais favorável, o que determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh).”

A taxa extra da bandeira tarifária é cobrada na conta de luz sempre que o custo de geração de energia no país fica mais alto. Esse custo aumenta quando é necessário acionar mais usinas termelétricas, que produzem energia mais cara.

Geralmente, aumenta o número de térmicas acionadas quando chove pouco, o que reduz o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Atualmente, quando o custo da térmica mais cara em operação é de até R$ 211,28 por megawatt-hora (MWh), a bandeira fica verde, o que significa que não há cobrança extra. Se a térmica mais cara estiver entre R$ 211,28/MWh e R$ 422,56/MWh, a bandeira fica amarela, o que implica em uma cobrança de R$ 2 a cada 100 kWh consumido.

A bandeira tarifária vermelha 1 é acionada quando o custo da térmica mais cara estiver entre R$ 422,56/MWh e R$ 610/MWh, o que levará a uma cobrança de R$ 3 por 100 kWh. A vermelha 2 é acionada sempre que a térmica mais cara ultrapassar o custo de R$ 610/MWh.

Em 2016, a bandeira foi verde na maior parte do ano. A bandeira vermelha 1 foi acionada em janeiro e fevereiro, a amarela em março e novembro. No restante do ano, os consumidores não pagaram taxa extra na conta de luz.

G1





« Voltar