Maringá FM


Notícias

8 de Outubro de 2017 Imprimir    E-mail

Saiba quais são as seis características essenciais para ser um profissional do futuro

As constantes mudanças socioeconômicas e o surgimento de novas tecnologias modificaram o mercado de trabalho, principalmente em relação ao perfil do profissional procurado pelas empresas. Hoje, vive-se em um contexto chamado de Quarta Revolução Industrial, período de tendência à automatização, utilização de inteligência artificial e da robótica avançada, com o objetivo de acelerar e trazer melhores resultados para os processos e atividades gerais das organizações.

No entanto, a tecnologia não se sobrepõe ao contato pessoal. “A tendência é de que haja um investimento cada vez maior em processos humanizados, e, por isso, é preciso que o profissional invista em habilidades que fujam do caráter operacional”, afirma Guilherme Maynard, diretor da Prepara Cursos, maior rede de cursos profissionalizantes do Brasil.

Isso significa que apenas o conhecimento técnico não será suficiente, o profissional deverá desenvolver também suas capacidades comportamentais para que se adapte melhor ao atual cenário corporativo. O executivo aponta as características essenciais que devem ser exploradas para enfrentar os novos moldes do mercado de trabalho:

Resiliência

Com o cenário corporativo passando por grandes transições, é importante que o profissional seja flexível e consiga encontrar soluções estratégicas para enfrentar e superar as adversidades em seu ambiente de trabalho. “Ser capaz de resistir à pressão em meio a uma situação de estresse e tensão é algo que destaca o profissional”, explica Maynard.

Criatividade

As áreas criativas tendem a ser valorizadas mesmo com tanto desenvolvimento tecnológico, já que não podem ser automatizadas. Portanto, ideias criativas e formas inusitadas de se resolver um problema serão sempre apreciadas pelo mercado.

Inteligência emocional

Algo que era pouco explorado nos últimos anos agora entra como uma das mais importantes competências profissionais. “A gestão das emoções permite que o profissional lide com o estresse e os obstáculos do dia a dia corporativo com tranquilidade, porém sem perder a vontade de ser bem-sucedido em suas atividades”, comenta Maynard.

Pensamento crítico

Ter a habilidade de se comunicar claramente, fazer questionamentos relevantes e analisar problemas e situações por ângulos diferentes são capacidades de extrema importância e procuradas pela maioria dos recrutadores e equipes de Recursos Humanos.

Proatividade

“Estar sempre disposto a ajudar e ter iniciativa são grandes qualidades no meio de trabalho. As organizações estão sempre à procura de profissionais que queiram contribuir para a performance da empresa como um todo”, diz o diretor da Prepara Cursos.

Conhecimento amplo

Todo profissional deverá ter sua área de expertise, porém, o conhecimento diversificado estimula a criatividade e a capacidade de inovação do indivíduo. “Portanto, destacam-se no mercado de trabalho aqueles que estão atualizados sobre acontecimentos não só de sua área, mas também sobre assuntos variados”, conclui o executivo.

Portal Coremas com Portal Correio





« Voltar